Cantar as janeiras todo o ano

Marcelo Guerreiro - 04/01/2017 - 04:32

Cantar as janeiras todo o ano

Caras e Caros Ouvintes da Rádio Pax,

A todos um bom ano novo, em especial com saúde.

Entre 02 e 07 Janeiro de 2017, as freguesias do concelho de Ourique, recebem o cante às Janeiras, aos Reis e ao Menino, num conjunto de eventos descentralizados que mantêm vivas as tradições da nossa terra e o espírito comunitário, através das vozes das Camponesas de Castro Verde, das Mondadeiras de Santa Cruz, das Ceifeiras de Entradas, das Amigas de Panóias, das Andorinhas do Rosário e do Grupo Coral de Ourique.

Poderão consultar o programa dos eventos na página da câmara na internet ou na Agenda Municipal Ourique Vivo, que lançámos neste mês de janeiro.

Renovados os votos de esperança e as nossas resoluções para 2017, importa começar de imediato a trabalhar para que os desejos se tornem realidade.

Em Ourique, acabamos de receber autorização do Tribunal de Contas para o empréstimo a médio longo prazo para a realização as obras com os fundos comunitários. Vamos já começar pela reabilitação urbana do Centro Histórico de Ourique, cujas obras começam no início de 2017.

Terminámos o ano com as contas do município em cerca de 5 milhões de euros de dívidas, muito longe dos 22 milhões de euros herdados em 2005.

Depois de um 2016 em que começámos a respirar melhor, começamos 2017 a promover as marcas da nossa identidade, do trabalho realizado pelas nossas associações, clubes e coletividades na dinamização cultural, desportiva, e de lazer e das nossas tradições, através de uma agenda bimensal de atividades que queremos muito participadas pelos cidadãos.

É essa sementeira de valorização do que é nosso, de resposta aos problemas do dia a dia das pessoas e de preparação do futuro que nos deve mobilizar na defesa do nosso Mundo Rural e dos interesses do Município.

Foi por isso que, por exemplo, voltámos a defender junto do governo que as Infraestruturas de Portugal intervenham para melhorar as condições de circulação e de segurança rodoviária nas Estradas Nacionais 123 e 389.

E é assim que vamos continuar. Como canta José Afonso no “Natal dos simples”, “Vira o vento e muda a sorte”. Como na última década, continuaremos a trabalhar para que a sorte continue a mudar, a bem de Ourique e dos Ouriquenses.

Uma nota nacional

Ganha corpo a vontade do governo em descentralizar competências e meios para as autarquias locais e em querer apostar na valorização do interior. Por estes dias vai repor o funcionamento dos tribunais e dos serviços judiciais que o PSD e o CDS tinham eliminado.

Uma nota regional

Sem regionalização, precisávamos de ter a capacidade para, sem bairrismos, criar condições para que os produtos das nossas terras e do Baixo Alentejo ganhassem uma nova escala e mais valias para competirem nos mercados nacionais e internacionais. Qualidade não falta.

Uma nota local

Tome nota na sua agenda. Feira do Porco Alentejano em Ourique a 24,25 e 26 de março. 

Audio Player

COMENTE ESTE ARTIGO