Plano Municipal para a Igualdade

Anibal Reis Costa - 12/04/2016 - 03:53

Plano Municipal para a Igualdade

Muito recentemente, a CMFA aprovou o Plano Municipal para a Igualdade do Município.

A ideia é que possa ser um documento estratégico, permitindo enquadrar a temática da Igualdade e da Não Discriminação, enquanto mecanismo de promoção de coesão social e ferramenta de redução de desigualdades no território do Município.

O Plano irá identificar as prioridades estratégicas de intervenção, traduzindo-se em atividades concretas às intenções políticas do que queremos para a Autarquia.

Irá ter 2 vertentes, uma interna e outra externa.

Na vertente interna iremos intervir e dinamizar atividades nas áreas como a:

- Participação Política e Cívica;

- Urbanismo, ambiente e organização do território;

- Discriminações múltiplas;

- Informação, comunicação e divulgação.

Na vertente externa iremos abordar as áreas:

-Violência de género;

- Saúde;

- Emprego;

- Educação e ensino;

- Cultura e património;

- Desporto;

- Discriminações múltiplas;

- Informação, comunicação e divulgação

O Plano Municipal para a Igualdade de Ferreira do Alentejo irá, pois, sensibilizar a população para a importância da igualdade de género e a eliminação de estereótipos no processo de desenvolvimento local, integrar a dimensão do género em todas as políticas, programas e projetos de forma a incentivar a cidadania e incrementar uma participação social equilibrada e sustentar o desenvolvimento.

Depois da designação da equipa diretamente envolvida com o objetivo de acompanhar e fazer a monitorização do plano, será aplicado um Inquérito por questionário sobre a situação das mulheres e homens na autarquia em cargos intermédios e em cargos de direção. Perante os dados recolhidos nestes inquéritos serão criadas medidas de promoção de conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal para os/as trabalhadores/as.

Serão realizadas ações de formação sobre o tema da Igualdade de Género, com o objetivo de desenvolver e aprofundar os conhecimentos sobre esta matéria e promover mudanças de valores/práticas em conformidade com os seus Princípios. Também é nosso objetivo desenvolver iniciativas de formação nas áreas da violência, assédio moral e sexual para os trabalhadores(as) do município, com o objetivo de desenvolver e aprofundar os conhecimentos sobre os temas em questão dotando os trabalhadores(as) das respetivas competências nestas áreas.

No final do ano de 2016 será realizada a Semana da Igualdade com várias atividades todas elas com os seguintes objetivos: sensibilizar para a igualdade de género, promover o debate sobre a igualdade de género, promover a solidariedade social e promover a reflexão e o debate sobre as questões da orientação sexual.

Esperamos, desta forma, estar a dar um contributo muito significativo para, também aqui, como noutros domínios, estarmos, na VANGUARDA da atividade municipal.

O Poder Local precisa de se adaptar aos novos tempos e à nova realidade de envolver as pessoas e contribuir para uma maior justiça e Igualdade entre todos.

Não podemos, nem devemos continuar a exercer as nossas competências como eram desenvolvidas há 20 ou 30 anos atrás.

A Inovação e a Participação necessitam de estar, NOVAMENTE, na AGENDA das AUTARQUIAS LOCAIS!

Audio Player

COMENTE ESTE ARTIGO