Uma crónica, dois temas

Jorge Rosa - 16/03/2016 - 11:21

Uma crónica, dois temas

Hoje irei abordar dois temas, sobre dois acontecimentos de domingo. Um mais politico, o outro sobre desenvolvimento da região.

Realizou-se em Moura o 17º congresso distrital do PS do BA. Foi apresentada e votada uma moção estratégica, cujo 1º subscritor foi o atual presidente da FBAPS Dr. Pedro do Carmo. Um documento muito sintético, muito geral, mas que indicia um caminho para o BA. E claramente o BA precisa dum caminho estratégico, precisa de estar orientado e sintonizado, pois estarmos divididos, em não sei quantos movimentos e fóruns, por muito nobre que sejam os objetivos de tais congregações, não nos dá força, nem ajudará muito a região. Julgo eu, e não apenas eu, que a união faz a força. A FBAPS está unida, e a prova disso foi haver apenas uma única candidatura, que congrega todos os socialistas, todos os simpatizantes, todos os amigos do PS do BA. Todos unidos, podemos fazer uma força diferente, e estando sintonizados, referindo as necessidades e as expectativas a uma só voz, será até mais fácil para que o eco dessa voz única, mas forte, chegue a quem de direito. Um forte aplauso para a FBAPS, e obviamente para o seu presidente;

Também neste mesmo dia aconteceu a Gala de Prémios da ERT AR. Destaco a importância estratégica que o turismo tem na região. Sempre teve, com a importância histórica da região, com as ocupações por diversos povos e cleros, com os muitos acontecimentos que marcaram e foram marcados pelo Alentejo, a cultura, a identidade dum povo, as diferenças, o litoral, tudo tem sido aproveitado turisticamente, e mais recentemente temos também sabido aproveitar melhor o silêncio, a natureza, alguns produtos emergentes, o enoturismo, a caça, a pesca, a náutica, etc.etc.etc. Riquezas que fazem do Alentejo a região onde o diversidade turística é grande, uma das regiões com maiores potencialidades turísticas.

Tudo isto tem sido aproveitado, com grande mestria digo eu, pela ERT AR, e com a extraordinária visão do Presidente Ceia da Silva e da restante equipa, que tem promovido e elevado o Alentejo à potência turística que hoje vai sendo cada vez mais conhecida. Nesta gala foram entregues diversos prémios, reconhecimentos, menções, a outros tantos eventos, projetos, empresas e individualidades que foram excecionais, no ano em apreço, 2015, na região Alentejo e também Ribatejo. É muito importante este tipo de eventos, que premeiam o bom desempenho, o bom trabalho, a boa atitude. Reconhecimentos públicos deste género motivam que recebe as distinções, mas também criam nos que não as recebem vontade de as vir a receber, passando a desenvolver esforços para alcançar esse nível de mérito. Um aplauso para a ERT AR e obviamente para o seu presidente também. Já agora referir que também eu estive naquele palco, a receber um prémio para Mértola, e para um evento que já conta 8 edições, com uma projeção mundial, e que é o FI de Mértola, e que é bem representativo da força cultural dum povo, da sua identidade e história, e também, modéstia à parte, dum forte empenho e trabalho por parte da sua organização, que é o município de Mértola.

Muito obrigado pela atenção, até breve.


Audio Player

COMENTE ESTE ARTIGO